Dois homicídios em Vieiras em menos de 24 horas, sendo um na cidade e outro na zona rural

vieiras-silvan333333-Copyvieiras-silvan-Copyvieiras-rm06A Polícia Militar de Vieiras registrou dois assassinatos em menos de 24 horas, sendo um na Praça Dom Delfim no final da noite desta sexta-feira e o outro na zona rural, no Córrego dos Valentes, no final da noite de quinta-feira. De acordo com a PM, o primeiro homicídio aconteceu por volta das 23h20 no Córrego dos Valentes, zona rural de vieiras, onde os militares foram a acionados e no local foram informados pelo pai da vítima que seu filho, Vinícius Henrique de Freitas, 25 anos, conhecido como “saroba” estava em casa e foi chamado por alguém na estrada Vieiras/São Francisco do Glória e que minutos depois ouviu barulho de tiros e quando foi ao local deparou com seu filho caído ao solo, sendo o mesmo socorrido pela ambulância de Vieiras para o Hospital São Paulo aqui em Muriaé, chegou sem  vida. Ele foi atingido por três tiros, sendo dois abaixo do braço direito e um no braço direito. “No local, próximo onde estava o sangue foram encontrados dez papelotes de uma substância aparentando ser cocaína. O solicitante não soube apresentar suspeitos do fato e disse que seu filho não tinha inimigos”, segundo informou a PM. CLICK EM CONTINUE LENDO E SAIBA MAIS………………………………..

Continue lendo

<

Parcelamento salarial não atinge 75% dos servidores, que podem desistir de greve

4f299e1bab6f2Por trás do anúncio do governo do Estado do parcelamento e escalonamento dos salários dos servidores públicos estaria uma tentativa dos gestores de desmobilizar greve de diversas categorias que estava em construção nos últimos dias. Na avaliação de sindicalistas, com a medida que garante pagamento integral a 75% dos profissionais enquanto o restante receberá em duas ou três parcelas, o governo aposta na estratégia de rachar o funcionalismo e evitar movimentos orquestrados. O governo justifica a medida com a crise financeira do Estado. “Acho que o governo conseguiu dividir o movimento, mantendo a maioria dos salários em dia. Qualquer tipo de ação isolada tem peso grande para a categoria que optar por essa via”, afirma o presidente do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais (Sindpol), Denílson Martins. Entendimento semelhante ao de representantes dos policiais militares. “Pode ser uma estratégia do governo, até mesmo para tentar desmobilizar todo o funcionalismo. O desafio, agora, é mostrar para a categoria que quem hoje está “beneficiado” pode ser atingido neste domingo (17). Ninguém sabe como vão ficar os pagamentos a partir de abril”, diz o presidente interino da Associação dos Praças Policiais e Bombeiros Militares de Minas Gerais (Aspra), subtenente Israel Sanches.     CLICK EM CONTINUE LENDO E SAIBA MAIS…………………
Continue lendo

<

Equipes do DEMSUR trabalham nos bairros Panorama, Cardoso de Melo, Safira e Planalto

e7e06d9e-9ac8-443b-80c4-8622b5f78660 c1fb4812-6061-4d23-91aa-f3ac1bb1847bAtendendo ao cronograma de janeiro 2016 a equipe de roçada passou pelos bairros Panorama, Cardoso de Melo e agora segue para os bairros Recanto Verde, São Pedro (parte alta). Já a equipe de capina (contratada) e remoção de entulhos trabalhou perfazendo as ruas dos bairros Safira, Planalto. Os bairros Panorama e Porto Belo uma vez que já foi realizada a roçada receberá esta mesma equipe nas próximas semanas deste mês, janeiro. Cerâmica e Safira que foram contemplados com no cronograma já tiveram suas ruas capinadas. CLICK EM CONTINUE LENDO E VEJA MAIS FOTOS…………………………………….

Continue lendo

<

75% dos servidores de Minas Gerais voltam a receber salários no quinto dia útil

4af07247-5dc1-4645-95a1-dba99dbe4f0e09401e92-1079-475f-9704-d527a7f06eccOs secretários de Estado de Planejamento e Gestão, Helvécio Magalhães, e de Fazenda, José Afonso Bicalho, se reuniram nesta sexta-feira (15/1) com representantes de cerca de 40 sindicatos e associações que representam os servidores estaduais para anunciar o calendário de pagamento do funcionalismo referente aos meses de janeiro, fevereiro e março. Os salários referentes aos meses de janeiro, fevereiro e março serão pagos em parcelas para os servidores que recebem mais de R$ 3.000 de salário líquido, ou seja, descontando a contribuição previdenciária e o imposto de renda. Assim, os servidores que ganham até R$ 3 mil, o que representa 75% do funcionalismo público (477 mil servidores estaduais), receberão normalmente – e integralmente – no quinto dia útil (5 de fevereiro, 7 de março e 7 de abril). Quem tem salário de até R$ 6 mil, que corresponde a 17% do funcionalismo, vai receber R$ 3 mil no dia 5 de fevereiro e o restante no dia 12. Em março, os pagamentos serão feitos nos dias 7 e 11. Em abril, os vencimentos serão em 7 e 12. CLICK EM CONTINUE LENDO E SAIBA MAIS…………………….

Continue lendo

<

Comunicado do DEMSUR

b9d28f77-7f1f-49f4-9655-7b3172f61d9b06b41616-7ff9-4f14-a8bb-4345993f8a8f b366025f-edf1-4a6f-94d6-c0bba5f5e558 f6b2a57f-150a-4c1f-a8ef-03c5ff475551O Departamento Municipal de Saneamento Urbano – DEMSUR vem esclarecer que o problema na coloração da água potável que abastece os bairros Dornelas, José Cirilo, Santana, São Joaquim (parte baixa) e Cardoso de Melo foi causado pelo rompimento da rede de abastecimento de água, localizada na Rua Wanderley Cardoso Magalhães, no bairro Cardoso de Melo, no momento em que a empreiteira SRQ Construções LTDA realizava serviços de interligação de água, sem a devida autorização e acompanhamento do DEMSUR. Cabe esclarecer, ainda, que todas as providências necessárias já foram tomadas pelo DEMSUR e a empresa responsável pelo rompimento da rede, já foi devidamente notificada.

<

Servidores públicos de Minas Gerais decidem cruzar os braços no dia 27 de janeiro

imageOs serviços públicos estaduais devem ficar comprometidos em Minas Gerais na última quarta-feira do mês, no dia 27. Essa foi a data definida pelo funcionalismo em reunião realizada nesta segunda-feira (11) entre líderes de ao menos dez sindicatos na sede do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Minas Gerais (Sindipúblicos). A expectativa dos representantes é a de que ao menos metade dos 300 mil servidores estaduais não trabalhem. “Vamos marchar para cima do governo com a paralisação do funcionalismo. Até porque a questão atinge a todos os servidores do Poder Executivo, estamos na expectativa de atraso e escalonamento de salários, algo que não aceitamos de forma alguma”, afirmou o diretor do Sindipúblicos, Geraldo Henrique da Conceição. A promessa dos servidores é paralisar os serviços por 24h. No entanto, não está descartada a possibilidade da greve se estender por outros dias. “Durante o ato do dia 27 também faremos uma assembleia na qual decidiremos por uma greve por tempo indeterminado ou não”, explicou o coordenador intrassindical e diretor da Associação Sindical dos Trabalhadores em Hospitais do Estado de Minas (Asthemg), Carlos Martins. A paralisação é uma reação ao anúncio do governo de que os salários dos três primeiros meses deste ano serão atrasados. CLICK EM CONTINUE LENDO E SAIBA MAIS……………………………..

Continue lendo

<